Menu

Descrição e instruções de uso da medição de frequência cardíaca baseada no pulso da Polar

Quais são as vantagens de usar um dispositivo de medição de frequência cardíaca baseada no pulso?

Os dispositivos com a funcionalidade de medição de frequência cardíaca baseada no pulso são a maneira mais simples e conveniente de medir sua frequência cardíaca durante o exercício. Você não precisa usar uma cinta peitoral separada para monitorar a frequência cardíaca, pois o dispositivo de pulso faz a leitura óptica da frequência cardíaca através da pele do pulso. Quando quiser começar a monitorar sua frequência cardíaca, você só precisará apertar a pulseira.

Os dispositivos Polar que oferecem a funcionalidade de medição de frequência cardíaca baseada no pulso (A360, A370, M200, M430, M600, Ignite, Vantage M e Vantage V) também monitoram tudo o que você faz durante o dia e permitem ficar a par de seu nível de atividade. Eles acompanham sua atividade, treinos, sono, calorias queimadas e muitos outros aspectos de sua vida diária; sincronizam os dados com seu celular e fornecem orientações de treino personalizadas. As informações sobre os passos dados e as calorias queimadas podem ajudar no melhor planejamento de suas rotinas e seus treinos e aumentar a motivação para você ajustar seu estilo de vida de acordo com seus objetivos.

Qual é a diferença entre a medição de frequência cardíaca baseada no pulso e o monitoramento da frequência cardíaca com uma cinta peitoral tradicional?

A principal diferença está na maneira como você usa os dispositivos de medição. Os monitores tradicionais de frequência cardíaca com cinta peitoral são usados ao redor do tórax porque medem os sinais elétricos que o coração produz ao bater e impulsionar o sangue para a circulação. Ao usar um monitor de frequência cardíaca com cinta peitoral, normalmente você precisa de um dispositivo de pulso ou celular separado para captar os sinais de frequência cardíaca da cinta peitoral e para interpretar os dados recebidos. Os dispositivos Polar com medição de frequência cardíaca baseada no pulso podem ser usados sozinhos, sem uma cinta peitoral. Eles estão sempre prontos para monitorar sua frequência cardíaca no pulso.

Determinados fatores, como esportes com movimentos radicais dos braços (esportes com raquete), na água (natação) e em ambientes muito frios (esqui), podem afetar a medição da frequência cardíaca baseada no pulso. Nesses casos, o sensor de frequência cardíaca Polar H10/H7 é um parceiro ideal para seu treino. O sensor de frequência cardíaca Polar H10 responde melhor ao aumento ou à diminuição rápidos da frequência cardíaca, sendo a opção ideal também para treinos intervalados com sprints rápidos.

Com o sensor de frequência cardíaca Polar H10/H7, você tem informações detalhadas baseadas na VFC (variabilidade da frequência cardíaca) sobre seu corpo e seu condicionamento físico, caso queira orientações mais personalizadas em relação aos seus hábitos de treino.

Como funciona a medição de frequência cardíaca baseada no pulso da Polar?

Os dispositivos Polar que incluem a funcionalidade de medição de frequência cardíaca baseada no pulso (A360, A370, M200, M430, M600, Ignite, Vantage M e Vantage V) usam o monitoramento de frequência cardíaca óptica (FCO). Essa tecnologia tem sido usada há algum tempo em hospitais e se baseia na detecção óptica de seu fluxo sanguíneo através da pele do pulso.

Na parte traseira do dispositivo Polar, há LEDs que emitem uma luz brilhante através da pele do pulso e um fotodiodo que detecta a intensidade da luz refletida pela pele. Quando seu coração bate, ele bombeia sangue para suas artérias. Quando o fluxo sanguíneo é mais intenso nas artérias do pulso, menos luz é refletida para o fotodiodo. Entre os batimentos cardíacos, o fluxo sanguíneo no pulso é mais fraco, e mais luz é refletida de volta ao fotodiodo. A partir dessas variações na intensidade da luz refletida pela pele, os dispositivos Polar com medição de frequência cardíaca baseada no pulso conseguem determinar sua frequência cardíaca.

O monitoramento de frequência cardíaca óptica é muito sensível ao movimento. O movimento pode afetar o percurso da luz de LED até o detector e a medição da frequência cardíaca. Para eliminar as distorções causadas pelo movimento, os dispositivos Polar com monitoramento de frequência cardíaca baseada no pulso usam dois sensores: um para perceber a frequência cardíaca e outro para perceber o movimento da mão. Os dados de movimento são processados com um algoritmo que associa informações dos dois sensores para fornecer uma leitura precisa da frequência cardíaca.

O que posso fazer para obter leituras mais precisas das medições de frequência cardíaca baseada no pulso?

Para obter medições confiáveis de frequência cardíaca no pulso, use o dispositivo Polar corretamente:

  • Coloque o dispositivo Polar sobre o pulso, a pelo menos a largura de um dedo do osso do pulso (veja a imagem abaixo).
  • Aperte a pulseira no pulso com firmeza. O sensor traseiro deve estar em contato permanente com a pele, e o dispositivo Polar não pode se mover em seu braço. O movimento entre a unidade de pulso e sua pele pode interferir nas leituras.
  • Uma boa maneira de verificar se a pulseira não está muito frouxa é empurrar a pulseira levemente para cima dos dois lados do braço e verificar se o sensor continua em contato com a pele. Ao empurrar a pulseira para cima, você não deverá ver a luz de LED do sensor.

Durante o treino, você deve deslizar o dispositivo Polar mais para cima em relação ao osso do pulso e usar a pulseira um pouco mais apertada para tentar minimizar qualquer movimento extra do dispositivo. Antes de iniciar a sessão de treino, espere alguns minutos para sua pele se adaptar ao dispositivo Polar. Após a sessão de treino, afrouxe a pulseira um pouco.

As atividades que envolvem movimentos irregulares das mãos, como esportes com raquete, tornam mais difícil obter uma leitura precisa da frequência cardíaca no pulso. Ao praticar esses esportes, você pode trocar a mão dominante do monitor e usá-lo na mão não dominante. Se você realiza atividades que geram extrema pressão sobre os pulsos, como levantamento de pesos ou exercícios na barra, pode ser mais difícil detectar sua frequência cardíaca no pulso. Porém, independente do esporte, você pode usar o monitor sempre para controlar sua frequência cardíaca média e as tendências da frequência cardíaca durante os exercícios, obter leituras precisas de queima de calorias e usar outras funcionalidades do Polar Smart Coaching.

No frio, a circulação sanguínea na pele pode ficar fraca demais para que o sensor faça uma leitura correta. Você pode resolver isso aquecendo a pele do pulso ou fazendo algum exercício para aumentar a temperatura da pele.

Existem instruções especiais de manutenção para cuidar de um dispositivo Polar com a funcionalidade de medição de frequência cardíaca baseada no pulso?

Para obter o melhor desempenho possível da medição da frequência cardíaca baseada no pulso, mantenha seu dispositivo Polar limpo e evite arranhões. A medição é baseada em pequenas alterações na intensidade da luz, e até uma pequena quantidade de sujeira no sensor na parte de trás do dispositivo pode reduzir seu desempenho. De maneira semelhante, qualquer arranhão no sensor pode desviar a luz dos LEDs para direções indesejadas e diminuir o desempenho do dispositivo.

Para mais informações, consulte Monitoramento da frequência cardíaca óptica | Let’s talk Polar.

Contact Us
Fale Conosco - Assistência Técnica
Request repair
Solicitar reparo

Change region

If your country is not listed on this page, please find your local contact details, retailers and stores and service points on our global site.